Hélio Fernandes, 100; herói do jornalismo combativo

Morreu na madrugada desta quarta-feira (10) o jornalista Hélio Fernandes, no Rio, aos 100 anos.

Hélio Fernandes dedicou a vida ao jornalismo. Ele foi dono da “Tribuna da Imprensa” e dirigiu o jornal durante mais de 40 anos. Também trabalhou nas revistas “O Cruzeiro” e “Manchete” e no jornal “A noite”.

Foi duramente perseguido pela ditadura militar. Chegou a ser preso e teve que se exilar.

Era irmão do cartunista Millôr Fernandes. Hélio morreu em casa, de causas naturais. Ele deixa três filhos e dois netos.