Guedes vê economia de R$ 300 bilhões em dez anos com reforma administrativa; “Projeção muito moderada”, acentua ministro

O ministro da Economia, Paulo Guedes, estima que a reforma administrativa resultará em uma economia de R$ 300 bilhões ao longo de 10 anos. Segundo ele, a projeção foi feita de forma “muito moderada”.

“A reforma previdenciária foi R$ 800 bilhões, a administrativa são R$ 300 bilhões. Quando você vai somando tudo isso, você recuperou o controle sobre a trajetória futura da despesa pública”, afirmou o ministro, que defende que a reforma seja aprovada ainda em 2020.

A declaração foi feita durante seminário realizado pelo IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público). A proposta da reforma administrativa foi apresentada em 3 de setembro ao Congresso Nacional. Na época, a equipe econômica não informou as estimativas de economia caso a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) fosse aprovada pelo Legislativo.

O texto propõe o fim da estabilidade para parte dos novos servidores. As mudanças valerão para os funcionários dos Três Poderes da União (Executivo, Legislativo e Judiciário), Estados e municípios.