Guedes lava as mãos sobre queda abrupta na previsão de crescimento da economia: “Não está me preocupando”

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou não estar preocupado com a recente redução para baixo nas projeções de crescimento deste ano —há quem fale em 0,8%. Segundo o jornal O Globo, ele disse ainda que ninguém deve se preocupar com a alta do dólar e a queda da Bolsa. A moeda americana chegou a ser negociada ontem a R$ 4,11, na máxima do dia.

“Essa revisão para baixo (das projeções de crescimento) não está me preocupando. Isso é som de batalha. É tiro para cá e para lá”, afirmou Guedes durante o Encontro Nacional da Indústria da Construção, no Rio.

No mercado brasileiro, o dólar comercial teve seu terceiro dia consecutivo de alta, avançando 1,58% a R$ 4,099. Na máxima, atingiu R$ 4,112. Na semana, acumulou valorização de 3,9%, a maior alta semanal desde o fim de agosto do ano passado.

Na Bolsa, o Ibovespa teve dia volátil, mas encerrou com queda de apenas 0,04%, aos 89.992 pontos. Na semana, a perda acumulada foi de 4,52%, a maior desde março.

No início da noite, o BC anunciou que fará os chamados leilões de linha — operação que equivale à venda de dólares com o compromisso de recompra no futuro — de segunda a quarta-feira da semana que vem, podendo chegar a US$ 3,75 bilhões no total.

“Isso ajuda a arrefecer a demanda forte que há hoje no mercado. Mas o tamanho anunciado não é muito grande. No passado, em momentos de estresse, já vimos leilões de US$ 3 bilhões por dia”, disse Pablo Spyer, da Mirae Asset. “Mas o sinal foi positivo para o mercado, além de fazer lembrar que temos muitas reservas internacionais”.