Guedes cita a própria mãe para jurar que nunca xingou servidores públicos; “Gente extraordinária”, disse ministro, que no ano passado taxou funcionalismo de “parasita”

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ontem que nunca xingou servidores públicos e pediu apoio deles para aprovação da reforma administrativa, registra O Globo (14). A reforma muda as regras do funcionalismo. “Eu nunca xinguei (servidores). Minha mãe é funcionária pública, está viva ainda aos 99 anos, foi funcionária pública a vida toda, dedicada, uma boa servidora. Eu estou experimentando aqui o convívio com gente extraordinária”, disse o ministro durante evento organizado pela Corregedoria do Ministério da Economia.

Guedes afirmou que suas declarações de fevereiro de 2020 – “o hospedeiro está morrendo, o cara (servidor) virou um parasita. O dinheiro não chega no povo e ele (servidor) quer reajuste automático” – foram tiradas do contexto e se referiam a estados e municípios em casos extremos.