Guedes cai na piscina de roupa e tudo, mas defende Onyx, elege Castello Branco o ‘Copom do petróleo’ e dá fórmula a caminhoneiros: “Aumentou o diesel, aumentou o frete”; é a volta da indexação?

BR: Loquaz como nunca, o ministro da Economia, Paulo Guedes, está articulando até quando cai na piscina com roupa em tudo. Foi o que aconteceu recentemente, segundo ele próprio revelou à jornalista Julia Duailibi, do portal G1, após um jantar na casa do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga. De tão concentrado que estava em uma conversa ao telefone com o ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, Guedes saiu caminhando pelo jardim e, sem intenção, caiu dentro da piscina da residência, ficando com água pela cintura. Nem assim, porém, interrompeu a conversa de trabalho como Onyx, que está na berlinda em razão do áudio em que se gaba de o governo ter dado ‘uma trava’ na Petrobras em relação ao preço do diesel.

“Ele é muito leal e tem me ajudado muito”, disse Guedes sobre o colega, sem culpá-lo pela ‘trava’ na estatal.

Mesmo assim, Guedes insistiu na defesa de que a Petrobras é livre para definir as regras dos preços dos derivados do petróleo. E prestigiou ao máximo o presidente da estatal, Roberto Castello Branco:

“O Castello Branco tem de ser o Copom do petróleo”, comparou o ministro, dando força ao seu nomeado para o comando da estatal.

Animado, o ministro até sugeriu uma fórmula para evitar que os caminhoneiros tenham prejuízos com os seguidos reajustes no preço do óleo diesel.

“Se o aumento do diesel for de 5% no meio  da viagem do caminhoneiro, o impacto no preço do frete será de 2,5%, porque o diesel tem o peso de quase a metade do frete”, calculou o ministro. “Mas como foi só na metade dos 2,5%, é de 1,25%”, prosseguiu. Guedes disse que sua fórmula tem base no que acontece nos Estados Unidos, onde, segundo ele disse, quando o diesel aumenta, o frete aumenta também.

A disseminar esse modelo para os demais setores econômicos, o que o ministro Paulo Guedes disse equivale à volta da indexação na economia, não é mesmo?