Gratidão de um pai com seu filho 02: “Ele deveria até ter um cargo de ministro”, diz Bolsonaro sobre Carlos; “Me colocou aqui”

O presidente Jair Bolsonaro rebateu os ataques feitos a um de seus filhos, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC). Para Bolsonaro, Carlos “até deveria ter um cargo de ministro”. “Ele que me botou aqui, a mídia dele”, disse o presidente, referindo-se à gestão feita por Carlos de seus perfis nas redes sociais durante a campanha eleitoral. Entretanto, segundo o presidente, Carlos não estaria “pleiteando um cargo de ministro”. “Poderia botá-lo”, disse ele, em entrevista à Rádio Jovem Pan.

Sobre a demissão de Ricardo Vélez Rodríguez do Ministério da Educação, o presidente disse que outros ministros também podem perder seus cargos, em caso “de problemas”. “Os outros ministérios, se apresentarem problemas, a gente toma a decisão. É triste, é difícil mandar alguém embora. A responsabilidade é minha”,
Bolsonaro disse que a demissão de Vélez se deveu a uma “questão da gestão”. “Lamentavelmente o ministro não tinha essa expertise com ele”.

Sobre indicações para compor cargos de segundo escalão na administração pública, crítica do Congresso que reclama de falta de espaço no governo, declarou que se os ministros aceitarem qualquer indicação do primeiro escalão deles, “eles são responsáveis por isso”. “Nós cobramos produtividade no final da linha”, afirmou Bolsonaro. Para ele “segundo escalão é responsabilidade de cada ministro”.