Governo cede a oposição na Previdência e obtém quórum para aprovar MP de R$ 10 bi em cortes no INSS

Um acordo com o líder na minoria, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), garantiu à oposição mudanças no texto principal da reforma da Previdência e, ao governo, o objetivo imediato: conseguir quórum para aprovar hoje, no último dia de validade, a MP 871. O texto sustenta cortes estimados em mais de R$ 10 bilhões em benefícios do INSS que governo considera irregulares. O quórum de 71 senadores foi alcançado às 17 horas. A MP poderá ser votada a qualquer momento. Em troca, o governo aceitou aumentar o prazo

Outras três MPs estão na pauta, de aumento nos benefícios de servidores da Advocacia Geral da União (AGU), mudanças no Código Florestal e na fiscalização do Ministério do Meio Ambiente.