Gleisi prefere Bolsonaro sangrando do que Mourão presidente; denúncia de golpe esconde interesse do PT em permanência de presidente fraco

BR: A deputada Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, postou nesta quinta-feira 28 em sua página no Facebook a denúncia política de que há um golpe em andamento no Brasil. Consistiria na troca, com o apoio de políticos, militares e empresários, do presidente Jair Bolsonaro pelo vice-presidente Hamilton Mourão.

“É impressionante como a cultura do golpe é intrínseca à classe dominante brasileira”, registra Gleisi, em defesa do mandato de Bolsonaro, o maior algoz de seu partido.

Por detrás do grito de alerta, porém, o que se vê é a dirigente petista colocando, como não poderia deixar de ser, os interesses do PT acima de uma análise política mais honesta. As hipóteses, ainda remotas, de um afastamento de Bolsonaro passam, todas elas, pelas regras do impeachment, instrumento democrático utilizado duas vezes nos últimos 30 anos.

Bolsonaro fraco, desencontrado e sangrando politicamente na Presidência interessa muito mais o PT do que o general Mourão exercendo o poder com apoios mais amplos e melhores condições de executar as reformas na economia.

Golpe é outro departamento.