General Heleno sobe tom e diz que “Lula não pode retornar à Presidência por debochar dos fatos”; mas, pelo menos, aceita escrutínio democrático; “A Justiça do povo o condenará, de vez, nas eleição de 2022”

O ministro Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) usou as redes sociais na manhã desta 3ª feira (23.nov.2021) para comentar a entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao jornal El País“Em entrevista ao El País, Lula debocha dos fatos, da memória da população e do regime democrático. Por essa e outras, não pode retornar à Presidência do Brasil. A Justiça do voto o condenará, de vez, nas eleições de 2022. Tchau Querido”, disse Heleno.

O jornal espanhol publicou nesta 3ª (23.nov) uma matéria sobre o ex-presidente destacando um “novo ciclo eleitoral na América Latina”. Colocando lado a lado, Lula e Bolsonaro, o El País destaca as viagens internacionais feitas por ambos.  No sábado, 20 de novembro, o mesmo veículo publicou uma entrevista feita com o petista, que não se coloca como pré-candidato por “não depender de vontade pessoal”.Publicidadex

Na entrevista, Lula também falou sobre retrocesso ao dizer que a economia do país o fez cair para a 13ª posição (antes era 6ª) e aponta falhas e “destruição” em empresas de engenharia, águas, gás e indústria naval.