Fux diz que não foi ele e exonera burocrata que pediu reserva de vacina para o STF; “Sempre fui contra privilégios”, afirma presidente da Corte

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, exonerou o secretário de Serviços Integrados de Saúde da Corte, Marco Polo Dias Freitas por solicitar à Fiocruz uma reserva de sete mil doses da vacina contra a Covid-19,

O pedido aconteceu sem o conhecimento de Fux e ainda ignorou a fila de prioridades da vacinação.

De acordo com a reportagem do Metrópoles, o STF enviou um ofício à fundação pedindo a reserva das doses da vacina para os ministros e servidores da Corte e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

O ofício foi enviado em 30 de novembro para a fundação e revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo.