Formação digital: ensino à distância cresce 378,9% em dez anos no Brasil; de 330 mil estudantes em 2009 para 1,5 milhão hoje

De 2009 a 2019, o número de novos alunos em cursos superiores à distância aumentou 4,7 vezes – saltou de cerca de 330 mil estudantes para mais de 1 milhão e meio. Ou seja, um crescimento de 378,9%.

Já o índice de ingressantes em graduações presenciais foi ampliado em escala bem menor: 17,8%. Os dados são do Censo de Educação Superior, divulgado nesta sexta (23) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O modelo de cursos remotos vem ganhando ainda mais destaque desde o início da pandemia, diante do fechamento provisório de escolas e universidades. A pesquisa divulgada, no entanto, mostra uma tendência anterior à Covid-19.

Número de novos alunos em cursos à distância aumentou quase quatro vezes em 10 anos.  — Foto: Arte/G1

Número de novos alunos em cursos à distância aumentou quase quatro vezes em 10 anos. — Foto: Arte/G1

Em 2009, do total de novos estudantes no ensino superior, apenas 16,1% eram de modalidades EAD. Dez anos depois, o quadro mudou completamente: eles já representam 43,8% dos ingressantes.