Folha: reforma da Previdência empurra jovens para carteira verde-amarela, com menos direitos

A proposta de reforma da Previdência encaminhada pelo governo de Jair Bolsonaro mantém na ativa por mais tempo profissionais mais velhos, aponta o jornal Folha de S. Paulo. A iniciativa trouxe um elemento adicional: incentiva a contratação de aposentados. Na avaliação de especialistas em mercado de trabalho, essa inesperada combinação vai pressionar os mais jovens, em especial os menos qualificados, a aceitar trabalho com menos direitos. O texto prevê medidas de desoneração para quem empregar trabalhador que já tenha se aposentado, como dispensa do recolhimento de FGTS e do pagamento da multa de 40% em caso de demissão. Na ponta do lápis, o trabalhador aposentado seria 11,2% mais barato para o empregador, diz o advogado Luiz Guilherme Migliora, sócio da área trabalhista da banca advocatícia Veirano.