FHC declara voto em Lula em 2º turno contra Bolsonaro; Doria até telefona para Gleisi para comunicar investigação; PSDB amistoso com PT!

ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse hoje que Luiz Inácio Lula da Silva é “calejado pela vida” e que, em 2022, “vota em quem for menos ruim” numa possível disputa entre o petista e o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) . A declaração foi dada, nesta terça-feira (16), no UOL Entrevista, conduzido pelo colunista Tales Faria. “O Lula foi calejado pela vida. Isso conta. Não é nenhum principiante. Ele deu uma entrevista agora e acertou em uns pontos fundamentais, ele tem jeito para a coisa”, afirmou FHC, citando evento feito por Lula após ter suas condenações anuladas pelo ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal).

“Ele não é o mal”, acrescentou FHC. “Acho que Lula tem experiência do mundo, do Brasil, da pobreza, e enriqueceu. Não sei se Lula vai ter condições para ser candidato, ou se seria o melhor candidato, mas acho que, se ficar entre ele e Bolsonaro, voto em quem for menos pior.”

O governador de São Paulo, João Doria, determinou que a Polícia Civil investigue ameaças sofridas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na semana passada. Em nota, o Palácio dos Bandeirantes informou que Doria telefonou para a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, ao tomar ciência das ameaças. Pelo Twitter, Gleisi agradeceu ao governador e ao procurador-geral de Justiça de SP, Mário Sarrubbo, “pelo pronto atendimento à representação criminal que fizemos contra o criminoso”.

“Doria entende que não será à base de ameaças, agressões ou tiros que o Brasil encontrará o caminho da paz, equilíbrio e respeito pela democracia e pelo contraditório. A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia”, diz a nota divulgada pelo palácio. O governador assistiu a um dos vídeos com as ameaças a Lula e solicitou investigação sobre os autores do material. Ele recebeu uma carta com informações sobre os ataques. Em um dos vídeos que se tornaram públicos, um homem armado faz disparos contra fotos do ex-presidente.

Por meio de sua conta no Twitter, Gleisi agradeceu ao governador e ao procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Sarrubbo, “pelo pronto atendimento à representação criminal que fizemos contra o criminoso” que ameaçou o ex-presidente. “Medidas serão tomadas em relação ao crime. A máquina bolsonarista do ódio tem de ser contida”, complementou. O aceno do governador, que já fez duras críticas ao petista, ocorre dias após Lula elogiar a vacina Coronavac. Na semana passada, Doria sinalizou que pode desistir de concorrer à Presidência e tentar a reeleição.