Estrela da internet, Felipe Neto detona Bolsonaro nas Páginas Amarelas: “É uma piada, mas temo por mim e pelo Brasil”

BR: Humorista primeiro, empresário depois e, entre um momento e outro, milionário, Felipe Neto, talvez a maior estrela da internet brasileira, está zangado com o governo Bolsonaro – e nessa situação se mostra um bom comentarista político.

Em entrevista às Páginas Amarelas da revista Veja, que circula hoje, ele detona o governo Jair Bolsonaro, mas não apenas. Também critica o espírito de Fla-Flu que toma conta da redes.

Abaixo, as principais afirmação de Felipe Neto na entrevista:

EUA comunistas

“Considero-me um liberal em economia. Mas aí vou à internet, defendo direitos humanos, e já me chamam de comunista, o que não faz sentido. Bastaria observar os Estados Unidos. Lá a maconha é legalizada em diversos estados e é possível fazer aborto. Vão falar agora que os Estados Unidos são comunistas?”

Por que não votou em Bolsonaro

“Tudo mudou no dia em que o Bolsonaro disse que ia ‘varrer do mapa os vermelhos’. Como cidadão, ainda mais sendo uma figura pública, eu não podia ser convivente com um político que ameaça violentamente a oposição (…). Virou questão de posicionamento em favor da sobrevivência das pessoas, incluindo a minha e a de minha família (…). Por isso, faltando poucos dias para a eleição, eu disse que votaria em Haddad (…). Mas Bolsonaro ganhou. E estou com medo”.

Ameaças de morte

“Tenho criticado milicianos e gente ligada a pensamentos de extrema violência. Sou frequentemente ameaçado de morte. Vivo com uma segurança pesadíssima, assim como meus familiares. Agora, mais do que isso, temo pelo Brasil”.

Crítica séria

“Passaram-se só quatro meses de Bolsonaro e já há diversos ataques ao meio ambiente e à educação dos brasileiros (…). Ruralistas que tentam explorar ao máximo a economia, sem pensar na natureza, estão à frente de instituições ambientais. É um escândalo. Também me preocupa demais o que ocorre na área de educação. Reflita: agora Olavo de Carvalho, um ex-astrólogo que nem concluiu o colégio, indica ministros dessa pasta (…). Faz tudo parte de uma jogatina política. E isso articulado por quem se vende como uma ‘nova política’”.

Sobre o guru

“Olavo de Carvalho é um pregador do obscurantismo. Do tipo mais perigoso. Atenta contra instituições de ensino, pois diz acreditar que a inteligência vem só dele. Repudia fatos comprovados pelo método científico, em favor das teorias da conspiração. É contra a vacinação, não crê no heliocentrismo, defende a tese de que o cigarro não faz mal à saúde, refuta teorias de Einstein, sem apresentar argumentos. Olavo conseguiu convencer um séquito sem nenhuma importância se não estivessem onde estão: no poder”.

“Olavo faz uma lavagem cerebral. Fala bem, de forma fácil de entender, e citando 800 autores. Mesmo que deturpe tudo, seu público jamais vai ler os livros que ele menciona nem saberá quanto tudo é balela (…). É preciso dar voz a intelectuais de peso que refutem Olavo”.

Ponto positivo do governo

“Um dos raros pontos positivos desse governo – além de algumas medidas econômicas – é ter unido os indivíduos sensatos contra aqueles que amam ditaduras. Tanto que há na oposição a Bolsonaro pessoas de esquerda, de centro, de direita”.

O jeito tosco de criticar

“Repare nas críticas dos bolsonaristas. Eles não apresentam argumentos. Só são agressivos, xingam. São adultos agindo como fãs adolescentes de Justin Bieber”.