“Esse tipo de gente quer voltar ao poder”, escreve Bolsonaro sobre protesto de índios em frente ao Planalto contra lei que acaba com terras para suas etnias

O presidente Jair Bolsonaro falou nesta 6ª feira (26.ago.2021) sobre ato realizado por indígenas em frente ao Palácio do Planalto contra o marco temporal. Afirmou, sem detalhar, que “esse tipo de gente quer voltar ao Poder” com a ajuda dos que “atacam os defensores da liberdade e da Constituição Federal”.

Um grupo de indígenas realizou nesta manhã protesto contra o governo e o marco temporal das demarcações, em análise no STF (Supremo Tribunal Federal). No ato, que durou cerca de 40 minutos, os manifestantes colocaram fogo em um caixão que tinha mensagem contra o garimpo, grilagem e o limite temporal de demarcações.

Faixas com os escritos “fora Bolsonaro”, “jail Bolsonaro” e “fora genocida” foram exibidas no protesto. O presidente não estava no Planalto no momento. O chefe do Executivo está em Goiânia (GO) e deve retornar a Brasília neste sábado (28.ago).Publicidadex

Agora, na frente da Presidência da República. Este tipo de gente quer voltar ao Poder com ajuda daqueles que censuram, prendem e atacam os defensores da liberdade e da CF. No momento me encontro no Comando de Operações Especiais em Goiânia/GO”, escreveu Bolsonaro em seus perfis nas redes sociais. O presidente também compartilhou vídeo do ato.

Cerca de 6.000 indígenas estão acampados na Praça da Cidadania, em Brasília. O movimento busca barrar a aprovação de projetos considerados da “agenda anti-indígena” e ocorre no momento em que o STF julga a demarcação de terras no país.

Em declarações recentes, Bolsonaro se referiu aos indígenas como “uns coitados” e “massa de manobra”. O presidente é contrário a mudanças na interpretação marco temporal das demarcações. Segundo ele, uma reinterpretação seria o “caos” e poderia “dobrar” a quantidade de terras demarcadas atualmente.© Fornecido por Poder360