Esqueceram? Flávio e Fernanda Bolsonaro omitiram compra por R$ 350 mil de franquia de loja Koppenhaguen, aponta MP; ou lavaram?

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e sua mulher, Fernanda Bolsonaro, omitiram o valor de R$ 350 mil investido na compra de uma loja de chocolate no Rio de Janeiro nas declarações de imposto de renda, segundo investigações do Ministério Público no caso que apura as “rachadinhas”. A informação é do jornal O Globo.

De acordo com a publicação, os promotores descobriram a ocultação do valor após cruzar os dados bancários e fiscais do casal a partir das quebras de sigilos autorizada pelo TJ-RJ.

Ao prestar depoimento, Flávio Bolsonaro caiu em contradição ao falar do negócio e chegou a dizer que não se lembrava da maneira como aconteceu algumas transações.

A loja de chocolates, que o filho do presidente tem em sociedade com Alexandre Santini desde 2014, está no centro da investigação do MP porque o empreendimento é apontado por Flávio como a justificativa para o crescimento do seu patrimônio.

No entanto, para a promotoria, a loja serviu para lavar R$ 1,6 milhão. Parte do valor foi supostamente depositada na conta da empresa após ser recolhida por Fabrício Queiroz.