Escárnio; medalha Ordem do Mérito do Livro da Biblioteca Nacional para bolsonarista Daniel Silveira faz acadêmicos da ABL recusarem honraria; Bolsonaro joga lama na cara da inteligência brasileira; povo vai reparar?

Integrantes da Academia Brasileira de Letras, o escritor Marco Lucchesi e o professor da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) Carlos Secchin recusaram a medalha da Ordem do Mérito do Livro da Biblioteca Nacional, nesta 6ª feira (1º.jul.2022).

A honraria será entregue ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ). Por esta razão, os intelectuais recusaram receber a medalha.

Em seu perfil no Twitter, Lucchesi disse que não tem condições de receber a honraria. “Se eu aceitasse a medalha seria referendar Bolsonaro, que disse preferir um clube ou estande de tiro a uma biblioteca”, afirmou.

https://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?dnt=false&embedId=twitter-widget-0&features=eyJ0ZndfdHdlZXRfZWRpdF9iYWNrZW5kIjp7ImJ1Y2tldCI6Im9mZiIsInZlcnNpb24iOm51bGx9LCJ0ZndfcmVmc3JjX3Nlc3Npb24iOnsiYnVja2V0Ijoib2ZmIiwidmVyc2lvbiI6bnVsbH0sInRmd190d2VldF9yZXN1bHRfbWlncmF0aW9uXzEzOTc5Ijp7ImJ1Y2tldCI6InR3ZWV0X3Jlc3VsdCIsInZlcnNpb24iOm51bGx9LCJ0Zndfc2Vuc2l0aXZlX21lZGlhX2ludGVyc3RpdGlhbF8xMzk2MyI6eyJidWNrZXQiOiJpbnRlcnN0aXRpYWwiLCJ2ZXJzaW9uIjpudWxsfSwidGZ3X2V4cGVyaW1lbnRzX2Nvb2tpZV9leHBpcmF0aW9uIjp7ImJ1Y2tldCI6MTIwOTYwMCwidmVyc2lvbiI6bnVsbH0sInRmd191c2VyX2ZvbGxvd19pbnRlbnRfMTQ0MDYiOnsiYnVja2V0IjoiZm9sbG93IiwidmVyc2lvbiI6bnVsbH0sInRmd190d2VldF9lZGl0X2Zyb250ZW5kIjp7ImJ1Y2tldCI6Im9mZiIsInZlcnNpb24iOm51bGx9fQ%3D%3D&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1542811148650778624&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fwww.poder360.com.br%2Fbrasil%2Fescritor-e-professor-recusam-receber-medalha-dada-a-silveira%2F&sessionId=956e1c0ac1e01e165d1c9d2ddb615096c3799b24&theme=light&widgetsVersion=b45a03c79d4c1%3A1654150928467&width=550px

Lucchesi também publicou um vídeo no Youtube, em que reitera o motivo de não receber a medalha. O escritor cita o episódio em que Silveira e o deputado Rodrigo Amorim (PSL) quebram a placa em homenagem a Marielle Franco.

“Eu não posso receber uma medalha junto com alguém que tem um grande desprezo, diante da querida e saudosa dona Marielle”, diz Luchhesi.

O professor Secchin disse ao jornal O Globo que não comparecerá à cerimônia. Ainda afirmou, que as honrarias seriam de uma única diretriz política, agraciando pessoas sem relação com livros, biblioteca e cultura”.