(Belo Horizonte MG, 02/07/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante partida de futebol Brasil e Argentina.Foto: Carolina Antunes/PR

Em meio a cenas explícitas de populismo no Maracanã, Guedes aposta em “melhor dos mundos” com aprovação da Previdência

Após a final da Copa América ontem, o ministro Paulo Guedes comentou ao jornal O Globo: “Espero que nesta semana tenhamos o melhor dos mundos: o Brasil já é campeão, falta só a aprovação da reforma da Previdência”. A seleção brasileira conquistou o título ao vencer o time do Peru por 3 a 1. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pretende votar nesta semana em plenário a reforma da Previdência. Se ela passar, será encaminhada ao Senado.

O ministro assistiu o jogo entre Brasil e Peru no Maracanã acompanhado do presidente Jair Bolsonaro, dos ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e general Augusto Heleno (Segurança Institucional); do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC); do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e dos deputados Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Helio Lopes (PSL-RJ).

A proposta de reforma no sistema de aposentadorias enviada pelo governo ao Congresso foi aprovada na Comissão Especial na última 5ª feira (4.jul.2019). O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que iniciará os debates no plenário da casa na 3ª feira (9.jul.2019).

Por ser uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), a reforma da Previdência precisa ser aprovada por ao menos 308 deputados em duas votações realizadas separadamente, ou seja, em 2 turnos separados por 5 sessões. Para passar em 2 turnos no mesmo dia, os deputados precisam votar uma “quebra de interstício”, ou seja, a redução do tempo de intervalo previsto. Entenda a tramitação aqui.