Em crise com militares, Bolsonaro avisa generais que orçamento das Forças Armadas terá corte de 43%; facada não foi tão forte nem em governos do PT

BR: O presidente Jair Bolsonaro ganhou mais problemas com os militares, além dos causados pelos ataques e xingamentos dedicados a eles pelo guru Olavo de Carvalho.

Segundo a colunista Miriam Leitão, do Globo, em almoço hoje com os comandantes das Forças Armadas e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, Bolsonaro fez saber que o orçamento das três armas sofrerá um corte de 43% este ano. Indigesto.

Um dos generais presentes, sem se identificar, lembrou que nem em governos do PT houve uma redução tão significativa nos investimentos para as Forças Armadas. Os chefes militares admitiram que, diante da dimensão da facada orçamentária, mal sabem pode onde começar a cortar.