Diretor da FAO dá lição a Bolsonaro: “Não se combate a fome dizendo que ela não existe”

Diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) até o mês passado, o engenheiro agrônomo José Graziano afirmou que “não se combate a fome dizendo que ela não existe”. Ele defendeu ainda os programas sociais de transferência de renda. “Se tirar (esses programas), voltaríamos a ter números na ordem de 20 milhões ou mais que passam fome”, afirmou Graziano.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro causou polêmica ao dizer que é “uma grande mentira” que pessoas passam fome no Brasil. Questionado, recuou e afirmou que “alguns passam fome”. “Adotou-se (em governos anteriores) que distribuição de riqueza é criar bolsa. É o país das bolsas. O que faz tirar o homem da miséria é o conhecimento”, declarou Bolsonaro na ocasião.