“Dilmo”: Centrão carimba em Bolsonaro apelido atroz

BR: Dessa o presidente Jair Bolsonaro não vai gostar nada. Até há pouco à boca pequena, mas agora publicamente em razão da divulgação do fato pelo colunista Josias de Souza, do Uol e da Folha de S. Paulo, ele foi apelidado de “Dilmo” pelos políticos do Centrão. Trata-se de uma forma direta de chamar o presidente de incompentente.

Segundo Josias, uma parte do Centrão justifica o epíteto por considerar o antigo ‘mito’, a exemplo de Dilma, arrogante e portador da síndrome do ‘rei na barriga’. Outra parte do bloco informal, composto por um leque de partidos que vai do PR ao Solidariedade, acha que o atual presidente e a vítima de impeachment se igualam na falta de qualidade para ocupar o cargo.

“Dilma era uma falsa gerentona, dizia entender de economia. Já Bolsonaro é o autêntico desgoverno, que admite sua inépcia econômica”, afirma um parlamentar do PP.

É certo que, pelo nível do apelido, Bolsonaro perdeu o respeito entre os deputados do Centrão, estimados em uma centena, que estão por detrás de todas as derrotas sofridas por ele até aqui no Congresso.

A depender de Centão, ‘Dilmo’ ainda vai sofrer bem mais.