Desorganização completa; Rio suspende vacinação por falta de doses; repescagem esgotou estoque

O Rio anunciou nesta sexta-feira (23) que, por falta de doses, está suspendendo momentaneamente a campanha de vacinação contra a Covid.

Pelo cronograma, a Prefeitura faria neste sábado mais um dia de repescagem para homens e mulheres de 35 anos ou mais. O primeiro dia de repescagem, na quarta, teve 74 mil vacinados. Na segunda-feira, seria a vez das mulheres de 34 anos receberem a vacina.

“Por já ter aplicado todas as vacinas destinadas à primeira dose (D1) contra a covid-19 e para garantir estoque para as segundas doses (D2) programadas, o Município do Rio de Janeiro suspenderá momentaneamente seu calendário de vacinação de D1 a partir de hoje (23). A vacinação será retomada assim que o Ministério da Saúde enviar nova remessa de vacinas”, disse a prefeitura, em nota.

Segunda dose continua

Os postos de vacinação da cidade do Rio continuarão atendendo as pessoas agendadas para tomar a segunda dose nos próximos dias.

Paes critica demora na entrega de vacinas — Foto: Reprodução/Twitter

Paes critica demora na entrega de vacinas — Foto: Reprodução/Twitter

Mais cedo, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou em seu Twitter que a cidade ainda não tem notícias de quando receberá sua parcela das vacinas que o Ministério da Saúde obteve essa semana. Ele afirmou que se a remessa prevista não vier para o Rio, pode haver atrasos na campanha de vacinação contra a Covid.

“Essa semana o Ministério da Saúde recebeu cerca de 7.5mi de doses de vacina e até o presente momento não temos notícia de quando receberemos. Divulgamos nosso calendário de acordo com as chegadas informadas pelo ministério. Se não cumprirem corremos o risco de atrasar”, escreveu Paes.

“Não é possível que isso fique parado um minuto que seja. O motivo é simples: quanto mais tempo demora maior o risco de óbito. Não há nada mais importante a fazer nesse momento!”, acrescentou.