Não cola desculpa de Weintraub por retuitar Bolsonaro ‘traidor de todo o povo’; presidente descarta “erro”; fim se aproxima para ministro

BR: Não emplacou a desculpa do ministro da Educação, Abraham Weintraub, de que seu retuíte para um vídeo em que o presidente Jair Bolsonaro é chamado de ‘traidor de todo o povo brasileiro’, em razão da sanção do pacote anticrime com a criação da figura do juiz de garantia, foi um “erro”.

A auxiliares, Bolsonaro disse que não acredita em “erro” do auxiliar, preferido entender que houve sim contrariedade com a decisão dele e intenção de ofendê-lo. A informação está no site O Antagonista, alinhado à administração federal.

Por esse caminho, Weintraub parece mesmo estar perto do fim de sua carreira no governo.