Descontrolado, Queiroga faz gesto obsceno a manifestante contra Bolsonaro em Nova York; mais um vexame; assista

A saída da comitiva de Jair Bolsonaro de uma recepção em Nova York, na noite desta segunda-feira (20), teve um princípio de confusão com manifestantes contrários ao presidente. Um participante do protesto e filmou um gesto obsceno de Marcelo Queiroga, ministro da Saúde.

Manifestantes gritavam palavras de ordem contra o mandatário, como “genocida” e “assassino”, em frente à residência da missão brasileira junto à ONU. Bolsonaro jantou no local e já tinha presenciado o protesto ao chegar à recepção.

Havia ainda um caminhão com telões que exibem imagens de Bolsonaro cercado por chamas e as frases em inglês “cadeia a Bolsonaro” e “Bolsonaro está queimando a Amazônia”, dentre outras.

Leia também

1; VÍDEO – Bolsonaro volta a ser vaiado em Nova York: “Tem sangue nas mãos”

2; Carne some dos pratos de 67% dos brasileiros, diz Datafolha

3; VÍDEO: Jorge Furtado diz que Lula e Bolsonaro não são dois extremos

O que fez Queiroga

Alguns dos convidados de Bolsonaro responderam aos manifestantes antes de entrar nos veículos, fazendo gestos com as mãos e batendo nos vidros enquanto um dos automóveis ia embora. Queiroga, de dentro de uma van, chegou a se levantar do assento e mostrar o dedo do meio para os manifestantes.