Desconstrução acelerada: Itamaraty fecha mais 7 embaixadas criadas por Lula em países pobres

BR: O chanceler Ernesto Araújo segue firme a orientação do presidente Jair Bolsonaro de que primeiro é preciso desconstruir muita coisa, para só depois construir.

O Itamaraty acaba de anunciar o fechamento de cinco embaixadas criadas na gestão do ex-presidente Lula – e prepara-se para encerrar atividades de outras duas.

Na leva de agora, deixam de ter embaixadas brasileiras Dominica, Antígua e Barbuda, Granada, São Cristóvão e São Vicente e Granadinas, na zona do Caribe.

Os próximos países a perderem embaixadas brasileiras são Libéria e Serra Leoa.

Ao todo, dentro da estratégia de aumentar a influência do Brasil junto a países pobres e em desenvolvimento, o governo Lula abriu 67 embaixadas. A intenção é fechar uma por uma.