Decreto das armas: derrubada iminente na Câmara já faz Senado criar proposta conciliatória com Bolsonaro

Com indicativos de que o decreto das armas deve cair também na Câmara, senadores se mobilizam para criar um projeto de lei para manter parte do texto assinado por Jair Bolsonaro.

Segundo O Globo, o senador Alessandro Vieira (Cidadania) é o responsável por consolidar o novo texto.

A ideia é excluir algumas partes do decreto, mas manter a possibilidade de porte de arma de fogo para colecionadores e posse para o público rural. Para deixar isso claro, o senador pretende não dar margem a interpretações erradas no novo texto.

“Não tem nenhum motivo para ter um cidadão comum portando um fuzil ou mesmo possuindo um fuzil para defesa. Arma para defesa pessoal é uma coisa, para atividade esportiva é outra coisa, e o decreto mistura as duas coisas”, disse ao jornal.