Daniela Lima, da CNN, denuncia ameaças de morte após suposta defesa de queima ao Borba Gato: “Disseram que iam incendiar a minha casa”

usou um momento do CNN 360º, desta segunda-feira (26), para denunciar uma postagem no Twitter que diz que ela apoiou a queima da estátua do bandeirante Borba Gato em São Paulo. A apresentadora, então, falou sobre ataques e ameaças nas redes sociais.

“Eu queria olhar para as pessoas que foram até as minhas redes dizer que eu deveria morrer, que iam incendiar a minha casa, que iam assassinar os meus pais, que a minha mãe e o meu pai deveriam morrer em breve. Eu escolhi atuar com o jornalismo, e faço jornalismo correto”, disparou.https://38fcf397ef91871c277c0336c1527def.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A âncora da CNN Brasil seguiu revelando que as distorções sobre suas falas não são novidade: “Eu tenho sido vítima nas últimas semanas de uma série de distorções, edições maldosas cuja pior interpretação possível é sempre dada a trechos de coisas que eu disse”.

Ela lembrou ainda que o ataque – que ocorreu no fim de semana – “escalou”. A jornalista explicou que nunca disse a frase falsamente atribuída a ela pelo perfil da rede social. Por fim, Daniela Lima salientou que sequer estava trabalhando no sábado, quando a estátua foi incendiada.

“Eu não passo pano para criminoso, e quem vai nas redes sociais covarde atacar a mim e à minha família com base em mentira vai ter de ser responsabilizado. Internet não é terra de ninguém. Eu escolhi fazer jornalismo, a minha família não”, comentou.https://38fcf397ef91871c277c0336c1527def.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A polêmica teve início quando um perfil do Twitter que publica montagens utilizando a marca do portal G1, da Globo, afirmou que a apresentadora havia comentado sobre o incêndio no monumento do Borba Gato, em São Paulo, no último sábado (23). Pela publicação, ela teria dito que “foi um incêndio pacífico e todos estavam de máscara”.

A jornalista, porém, não participava da cobertura do CNN Sábado e não fez nenhum comentário nem na CNN nem em sua conta nas redes sociais. A publicação foi compartilhada mais de mil vezes apenas no Twitter e reproduzida em grupos de WhatsApp.