Consulado americano barra visto para filhos de Greenwald “por ordem de cima”, diz marido de jornalista: “Crueldade”

O depoimento de Palocci foi tomado pela polícia em abril de 2018. Nele, o ex-ministro de governos petistas disse que Lula sabia do recolhimento de propina envolvendo empreiteiras, a Petrobras e partidos políticos. Também afirmou

De acordo com a jornalista Mônica Bergamo, da Folha, os documentos foram levados à representação americana na semana passada pelo deputado David Miranda (PSOL-RJ), marido de Glenn, mas na hora combinada para receber o visto, o deputado teve uma surpresa: foi informado de que seriam necessárias informações adicionais para a aprovação do visto. E que não havia mais data para que eles fossem entregues.

“Provavelmente houve uma ordem de cima para que isso ocorresse. É uma crueldade com as crianças e com a mãe do Glenn”, diz o parlamentar.