Com submetralhadora israelense em punho, Bolsonaro passa recado da abertura do mercado brasileiro para armas estrangeiras

BR: O presidente Jair Bolsonaro passou o recado, durante sua visita à Israel, que quer mesmo abrir o mercado brasileiro para a entrada de armas fabricadas em outros países. Ele fez questão de tirar uma foto na qual empunha uma submetralhadora de fabricação israelense. Em suas redes sociais, o presidente divulgou a imagem junto a um texto no qual defende o acesso de armas pela população brasileira.

“O que torna uma arma nociva depende 100% das intenções de quem a possui. Defendo a liberdade, com critérios, para cidadãos que querem se proteger e proteger suas famílias”, escreveu o presidente.

Rebatendo críticas de especialistas a respeito da fraca fiscalização possibilitada com o novo decreto, além da opinião pública que aponta aumento do índice de violência com a legalização da posse, Bolsonaro conclui o texto afirmando que “Leis de desarmamento só funcionam contra aqueles que respeitam as leis; quem quer cometer crimes já não se preocupa com isso”.