Com cargo no Iphan, blogueira faz campanha contra auxílio de R$ 600; “Vai trabalhar. Não quebre o Brasil”, diz Monique Aguiar; “Calar a boca desses pobres”; bolsonarista gente fina

Nomeada para coordenadora do Iphan no Rio, a blogueira Monique Aguiar tachou quem receberia o auxílio emergencial de “pobre de espírito que não gosta de trabalhar”. A postagem em seu Facebook foi acompanhada de erros crassos de português e outras que mostram seu apoio a Jair Bolsonaro.

“Libera logo, Bolsonaro, os R$ 600 para calar a boca desses pobres de espírito que não gostam de trabalhar”, disse Aguiar em 31 de março.

Uma semana depois, em 7 de abril, ela disse que os críticos a Bolsonaro “sumiram” porque estavam “ocupados fazendo o cadastro para receber o auxílio”.

Sua foto de perfil é acompanhada da frase “Vai trabalhar. Não quebre o Brasil”.

Em diferentes postagens, Monique defendeu o fim do isolamento horizontal, alegando que poderia prejudicar a economia.