Ciro se junta a Bolsonaro, fala como ‘coroné’ e diz que Brasil “amanhecerá em guerra” se Lula for eleito; pré-candidato do PDT agora prega contra a democracia

Um homem foi morto nesta segunda-feira (6) em São Leopoldo (RS) pelo seu supervisor. O crime ocorreu após um desentendimento devido a vítima estar tomando café fora do horário estipulado.© Reprodução TwitterFuncionário é morto por supervisor por tomar café durante expediente Reprodução Twitter

Marcelo Camillo, de 36 anos, foi atingido no tórax por uma arma semelhante a uma faca dentro da Sulcromo, empresa especializada em revestimentos industriais. Ele foi encaminhado a um hospital da cidade, onde sofreu uma parada cardíaca e morreu.

+ Ao menos 10 mortos em quatro tiroteios nos EUA neste fim de semana

Vídeo relacionado: Greve nos registos e notariado. Sindicato aponta para adesão de 80%Carregado: 26.53%PausaLQLegendasTela cheiaGreve nos registos e notariado. Sindicato aponta para adesão de 80%Desativar mudoAssistir na Exibição 

O autor do crime seria o supervisor de Marcelo, um homem de 54 anos que trabalhava no local há quase 20 anos. O suspeito conseguiu fugir a pé da cena do crime e, apesar de não ter antecedentes criminais, haviam registros de desentendimentos com outros funcionários.

Sulcromo decretou luto oficial e suspendeu as atividades nesta terça-feira (7). Ela ainda informou que está prestando todo o apoio a família da vítima e espera que a Justiça tome providências.

Uma câmera de segurança registrou Marcelo já ferido buscando ajuda.