Ciro faz sua bala-mistura: Mandetta é “carrapato”, Bolsonaro, “irresponsável”, e culpa recai sobre “corrupção generalizada do PT”

Candidato a presidente na última eleição, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) criticou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), que está com a sua popularidade em alta em razão da conduta frente à crise do novo coronavírus.

Em entrevista hoje aos colunistas do UOL Tales Faria e Carla Araújo, Ciro também voltou a defender a renúncia do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), culpou o PT por ele estar no Planalto e atacou o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Carrapato”

Mandetta, para o ex-governador, é um “carrapato” que está agarrado ao cargo de ministro e que não teve “dignidade” de renunciar após os embates com Bolsonaro a respeito de medidas pela prevenção à covid-19. O ministro, inclusive, viu seu cargo sob risco no início da semana.

Ao se mostrar a favor da renúncia de Bolsonaro, Ciro disse que ninguém pode ser mais “irresponsável” e “despreparado” que o atual presidente. Ao criticar o atual mandatário, o ex-governador também fez referência ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, uma das referências de Bolsonaro. Para ele, a recomendação de ambos pelo uso da coloroquina pode ser comparada a um “assassinato”. (…)

O ex-governardor relembrou que fez um pedido público pela renúncia de Bolsonaro junto com o ex-candidato do PT a presidente, Fernando Haddad. Mas Ciro reforçou suas críticas aos petistas, culpando o partido por Bolsonaro estar no Planalto. O PT foi um de seus principais alvos de crítica na campanha de 2018.

“Grande margem da nossa população aceita essas maluquices do Bolsonaro porque enjoada, indignada, cansada da corrupção generalizada do PT e com a pior crise econômica da história do Brasil produzida também pelo PT, foi por ódio.” (…)