China manifesta “repúdio” por “declarações difamatórias” de Weintraub e faz ultimato: “Parem com acusações infundadas”

BR: Como estava previsto, a provocação disparada na sexta-feira 3 pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, contra a China – comparada ao Cebolinha, da Turma da Mônica, e com insinuações de que a crise do coronavírus será benéfica ao país asiático – despertou indignação junto ao maior parceiro comercial do Brasil. Em nota, a Embaixada da China repudiou a manifestação do ministro, feita após o deputado Eduardo Bolsonaro, filho 03 do presidente Jair Bolsonaro, ter por duas vezes acusado a China de ser a responsável pela disseminação do novo coronavírus pelo mundo.

Acompanhe: