Casa caindo; já são 7 os presos suspeitos de caos e mortes em Araçatuba; mais dois encarcerados hoje

A Polícia Civil prendeu na madrugada desta sexta-feira (3) dois suspeitos de participarem do mega-assalto em Araçatuba (SP). Os homens foram presos em São Pedro, na região e Piracicaba (SP), a 450 km de Araçatuba, durante uma operação contra o tráfico de drogas.

Ao todo, sete pessoas foram presas suspeitas de participar da ação criminosa na madrugada de segunda-feira (30).

Segundo a polícia, os homens estavam em um sítio e um deles apresentou documento falso. A polícia descobriu que se tratava de um foragido por homicídio.

VEJA TAMBÉM:

O vídeo abaixo, do dia do mega-assalto, mostra o momento em que um criminoso caiu no chão depois de ser baleado.

Vídeo mostra momento em que criminoso é atingido por tiro durante assalto em Araçatuba
https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.478.1_pt_br.html#goog_1710679721–:–/–:–

Vídeo mostra momento em que criminoso é atingido por tiro durante assalto em Araçatubahttps://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Armas, munições, carros e dinheiro apreendidos

Com a dupla, a polícia apreendeu roupas táticas, coletes balísticos, lanternas, binóculos, máquina para contar dinheiro, munições .40 e .380, carros, além de cerca de R$ 3 mil. O material apreendido foi encaminhado para perícia.

Os suspeitos foram levados para a sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), em São Paulo.

Polícia prende mais dois suspeitos de participar do assalto em Araçatuba
https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.478.1_pt_br.html#goog_1710679724–:–/–:–

Polícia prende mais dois suspeitos de participar do assalto em Araçatuba

Agência da Caixa Econômica Federal ficou destruída após ataque em Araçatuba (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Agência da Caixa Econômica Federal ficou destruída após ataque em Araçatuba (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Os investigadores querem ouvi-los para tentar identificar mais criminosos que participaram da ação, inclusive, os que não participaram, mas ajudaram a planejar o crime.

Após ser ouvida, a dupla será transferida para o Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.