Cartão verde para auxiliar da Casa Civil que Bolsonaro demitiu por uso irregular de avião da FAB em viagem internacional; José Santini agora tem emprego novo no Ministério do Meio Ambiente; cabide de emprego

José Vicente Santini era secretário-executivo da Casa Civil até janeiro de 2020, quando foi demitido por usar um jato da Força Aérea Brasileira de modo indevido. No entanto, ele já tem novo cargo. Agora, no ministério do Meio Ambiente.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o novo funcionário da pasta é assessor especial do ministro Ricardo Salles e ganha um salário de R$ 13,6 mil. A nomeação foi publicana no Diário Oficial da União nesta quarta-feira, 16.

Em janeiro, Santini foi demitido por usar uma aeronave oficial da FAB para ele e mais duas assessoras. Ele foi de Davos, onde aconteceu o Fórum Econômico Mundial, para a Índia, encontrar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Na ocasião, Bolsonaro avaliou o caso como inadmissível, mas disse não julgar o uso do avião da FAB como ilegal – apenas imoral. Em março, o presidente publicou um decreto para restringir o uso de aviões da FAB por autoridades.