Michel Temer é preso pela Lava-Jato por ordem de Bretas e segue para a sede da PF no Rio; “É uma barbaridade”, reclamou ele

BR: O ex-presidente Michel Temer foi preso na manhã desta quinta-feira 21, em São Paulo, pela Operação Lava-Jato. A ordem de prisão foi assinada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, que ficou responsável por parte do inquérito original sobre desvios na construção da usina nuclear de Angra 3. O mandato é de prisão preventiva, sem prazo determinado de duração.

A prisão de Temer tem relação com desvios na estatal Eletronuclear, delatados pelo ex-diretor da empreiteira Engevix José Antunes Sobrinho. O ex-presidente responde a 10 inquéritos, que tramitavam no STF e foram remetidos à primeira instância da Justiça.

Segundo o jornal O Globo, em edição on-line, Temer disparou uma frase ao ser preso pelos agentes da Policia Federal: “É uma barbaridade!”

Homens da Polícia Federal ficaram de plantão diante da residência de Temer, no bairro Alto de Pinheiros, mas só efetuaram a prisão depois que Temer saiu em seu carro, com motorista e vidros escuros. O veículo foi abordado e, ao ser identificado, o ex-presidente recebeu voz de prisão.

Com Temer capturado, o Brasil passa a ter dois ex-presidente presos, uma vez que Lula cumpre pena na sede da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba, desde o primeiro semestre do ano passado.