Bolsonaro vê ‘cinema gospel’ com Michelle pela manhã e deixa assuntos nacionais para depois do almoço

Em meio à crise de relacionamento entre o Executivo e o Legislativo que ameaça tragar a reforma da Previdência, o presidente Jair Bolsonaro tirou a manhã desta terça-feira (26) para ir ao cinema. Ele e a primeira-dama Michelle foram a uma pré-estreia só para convidados do filme “Superação – O Milagre da Fé”, em um shopping de Brasília.

Trata-se de um exemplar do chamado “cinema gospel”, um termo usado pelos próprios evangélicos. Uma vertente da sétima arte surgida há alguns anos nos Estados Unidos, que transpõe para as telas casos de milagres supostamente reais, ou as próprias crenças evangélicas, como o Arrebatamento –o desaparecimento súbito dos verdadeiros cristãos, pouco antes do Juízo Final. 

“Superação – O Milagre da Fé” se enquadra na primeira categoria. O filme é baseado no livro de “The Impossible”, escrito por Joyce Smith em parceria com Ginger Kolbaba. Joyce conta o que aconteceu com seu filho adotivo, John, que caiu nas águas sob um lago congelado nos arredores da cidade de St. Louis, em janeiro de 2015.

John Smith ficou embaixo d’água por 15 minutos, e sem pulso durante 45. Foi dado como morto pelos membros da equipe de salvamento que o retirou do lago. Mas Joyce não se deu por vencida: rogou pela intervenção do Espírito Santo, e conseguiu que toda sua comunidade rezasse pela vida do rapaz. Ele praticamente ressuscitou e hoje leva uma vida normal, sem nenhuma sequela.

Na época, o caso repercutiu fortemente na mídia americana. Agora atingirá o mundo inteiro: “Superação – O Milagre da Fé” é uma produção caprichada da Fox, que será distribuída globalmente pela Disney (as duas empresas acabaram de se fundir em uma só). No papel de Joyce Smith está a ótima Chrissy Metz, a Kate Pierson da série “This Us”.