Bolsonaro tuitou 15 vezes os temas Trump e EUA desde 1º de janeiro; Trump, uma vez só (na posse); amor platônico?

BR: As contas estão na coluna Ancelmo Gois, na edição impressa do jornal O Globo de hoje. Tire suas conclusões sobre a questão: ‘Estamos diante de um caso de amor platônico?”

Acompanhe:

15 X 1

Bolsonaro decidiu seguir Trump e faz do Twitter seu principal meio de comunicação. De 1º de janeiro até as 21h20m de ontem, o brasileiro citou 15 vezes a Terra do Tio Sam em tuítes: Estados Unidos (6), EUA (6 vezes), Trump (2) e até United States (1). É quase o número de vezes em que mencionou a Previdência, 18. Já o presidente americano, no mesmo período, não citou o Brasil (ou Brazil) nenhuma vez. A única menção a Bolsonaro (antes, já o tinha parabenizado pela vitória) é em 1º de janeiro, quando elogiou seu discurso de posse.