Bolsonaro tóxico; do campo da direita, Amoêdo pede para políticos do Novo que apoiam presidente para saírem do partido

O empresário João Amoêdo, ex-presidente do Novo, afirmou nesta 3ª feira (10.ago.2021) que políticos eleitos pelo Novo alinhados ao governo Jair Bolsonaro devem “procurar uma legenda que os represente” em 2022.

Amoêdo fez a sugestão ao comentar em seu Twitter o apoio de alguns integrantes do partido ao projeto de voto impresso auditável para as eleições.

O empresário, que ajudou a fundar o Novo, afirmou que “cabe ao partido, em 2022, selecionar pessoas que compartilhem da visão de longo prazo” da legenda. 

Amoêdo citou também a defesa do impeachment de Bolsonaro, quando alguns políticos do partidos ficaram contra. “Foi assim quando se colocaram contra o impeachment, quando se colocaram contra uma pré-candidatura à presidência da República e agora novamente quando defendem o voto impresso”.

Eis as publicações:© Fornecido por Poder360

Em março, o partido Novo indicou que faria oposição ao governo de Jair Bolsonaro. Em diretriz partidária, enviada por e-mail a todos os filiados e publicada nas redes sociais do partido, a sigla disse que os integrantes do Novo terão de votar de acordo com os princípios da legenda.

“Estou com vocês”

O empresário Salim Mattar, ex-secretário especial de Desestatização do Ministério da Economia, foi ao Twitter rebater a sugestão de Amoêdo. Segundo ele, nunca se filiou ao Novo por medo de que sugestões assim ocorressem. 

“Atenção mandatários do Novo: estou com vocês! Apesar de ter sido, desde o início, o maior apoiador do Novo, nunca me afiliei pois temia isso que está acontecendo. Vocês estão sendo convidados a se retirar do partido e espero mesmo que o façam e com a cabeça erguida!”.© Fornecido por Poder360