Bolsonaro solta tuíte bomba sobre Congresso: benefícios a idosos e deficientes não serão pagos se crédito de R$ 248,9 bi não for aprovado até dia 25

BR: Em pleno sábado à noite, o presidente Jair Bolsonaro jogou, como se diz, a batata quente nas mãos do Congresso. Ele publicou em sua conta no Twitter a informação de que o governo passará a não pagar benefícios de idosos e deficientes e, até o dia 25, o projeto de lei 4 não for aprovado. Trata-se da autorização de captação de crédito de R$ 248,9 bilhões pelo governo federal, para o fechamento da contas.

O PLN 4 entrou na pauta do Congresso na semana passada, mas não foi votado. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, atribuiu a não aprovação à falhas na articulação política do governo. Agora, com seu tuíte, Bolsonaro pretende, ao seu modo, superar essa situação.

Além de fazer o que muitos já entendem como uma ameaça, Bolsonaro admitiu no Twitter que o governo, simplesmente, está sem caixa para cumprir suas obrigações.

“Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, PRONAF, Plano Safra…”, tuitou o presidente.

O presidente Jair Bolsonaro fez um alerta agora há pouco no Twitter a respeito do projeto de lei (PLN) 4, que autoriza o crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões.

Conforme ele, se o PL não for aprovado, o governo terá de suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25.