Bolsonaro recomenda fuzil a feijão; “‘Ah, tem que comprar feijão’. Cara, se não quer comprar fuzil, não enche o saco de quem quer comprar”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou de “idiota” quem afirma que precisa comprar feijão, em conversa com apoiadores no Palácio do Alvorada, nesta sexta-feira (27). Segundo Bolsonaro, “tem que todo mundo comprar fuzil”.

“O CAC está podendo comprar fuzil. O CAC que é fazendeiro compra fuzil 762. Tem que todo mundo comprar fuzil. Povo armado jamais será escravizado. Eu sei que custa caro. Tem um idiota: ‘Ah, tem que comprar é feijão’. Cara, se não quer comprar fuzil, não enche o saco de quem quer comprar”, afirmou o presidente em resposta a apoiador que questionou sobre os CACs, caçadores, atiradores e colecionadores.

Leia mais: População do Brasil aumenta 0,7% e passa dos 213 milhões, segundo IBGE

De acordo com pesquisa realizada pela Rede Penssan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional), que fez um Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia, 116,8 milhões que vivem com algum tipo de insegurança alimentar no país.