Bolsonaro posta foto apelativa que tem padre com mão em seu ombro; presidente escreve que ainda sofre as consequências de ataque de “filiado do PSOL, braço esquerdo do PT”; busca de vantagem política em situação crítica

Duas coisas chamam a atenção na postagem de Bolsonaro nas redes sociais dando conta de sua internação.

A primeira é o fato de o texto ter sido escrito em primeira pessoa com o sujeito naquelas condições, acamado e visivelmente sob efeito de sedação.

Provavelmente o autor da peça, culpando o PT e seu “braço esquerdo” PSOL pela obstrução no intestino, é Carlos Bolsonaro, desaparecido desde ontem à noite.

O outro elemento estranho é o padre à direita do leito do sujeito na foto, com um crucifixo grande sobre a batina, parecido com o uniforme de um velho jesuíta, a mão peluda no ombro esquerdo da vítima.

O DCM está investigando quem é o religioso e o que fazia ali. Extrema-unção ainda é cedo. Pode ser a unção dos enfermos, oração de cura entre católicos abilolados.

Esse ritual traz o seguinte pedido a Deus: “Por esta santa unção e pela Sua infinita misericórdia, o Senhor venha em teu auxílio com a graça do Espírito Santo, para que, liberto dos teus pecados, Ele te salve e, na Sua misericórdia, alivie os teus sofrimentos”.

Rumores de que se trata de um exorcista são infundados, por enquanto.https://www.instagram.com/p/CRUZlaKCL0G/embed/captioned/?cr=1&v=13&wp=638&rd=https%3A%2F%2Fwww.diariodocentrodomundo.com.br&rp=%2Fo-misterio-do-padre-ao-lado-de-bolsonaro-na-foto-apelativa-no-leito-do-hospital%2F#%7B%22ci%22%3A0%2C%22os%22%3A1902.8999998569489%2C%22ls%22%3A1073.2999999523163%2C%22le%22%3A1147.8999998569489%7D