Bolsonaro põe Moro na geladeira: detestou que ministro informasse que seu celular foi invadido por hackers presos

BR: O presidente Jair Bolsonaro não apenas não gostou, como usou palavras duras para definir a atuação do ministro Sergio Moro, da Justiça, no caso dos hackers presos por invasão de celulares.

Bolsonaro não gostou nem um pouco de ter sido citado por  Moro na condição de ter seu próprio celular invadido, informa o colunista Ricardo Noblat, da revista Veja.

O presidente igualmente não gostou nada quando Moro que cerca de mil celulares de governantes, políticos e empresários também haviam sido invadidos. O ministro errou mais ainda, de acordo com o que tem expressado o presidente a seus auxiliares, quando resolveu avisar algumas pessoas sobre o hackeamento. O processo corre sob sigilo de Justiça e Moro não poderia ter sido adiantado em espalhar a informação.

A própria Polícia Federal quer saber como Moro teve acesso ao processo, o que não deveria ter ocorrido.

Pelo imbróglio, o ministro está em baixa com o presidente. Vi