Bolsonaro já defende volta às aulas de crianças e jovens: “Sabemos que a vida é uma só, mas tem que voltar à escola”, diz presidente. “Tem que enfrentar o vírus, não adianta se acovardar”

Ao anunciar Nelson Teich como novo titular da Saúde, o presidente Jair Bolsonaro intensificou a defesa da recuperação econômica como problema semelhante à pandemia do novo coronavírus. Em oposição ao que defendem entidades médicas, ele defendeu a volta à normalidade e até a reabertura de escolas. No discurso ao lado de Teich, Bolsonaro disse ter combinado com o auxiliar fazer mudanças de forma “gradativa” no isolamento. No fim do dia, no entanto, o presidente subiu o tom.

“Tem que enfrentar a chuva, pô. Tem que enfrentar o vírus. Não adianta se acovardar, ficar dentro de casa. Nós sabemos que a vida é uma só. Sabemos dos pais que estão preocupados com os filhos voltarem à escola. Mas tem que voltar à escola”, afirmou Bolsonaro.

O presidente ainda atacou governadores e prefeitos. “Quem tem poder de decretar estado de defesa ou de sítio, depois de uma decisão do Parlamento, é o presidente da República, e não prefeito ou governador. O excesso não levará à solução do problema”, disse ele a respeito das medidas de restrição de circulação de pessoas.