Bolsonaro diz que irá vetar fundo eleitoral de R$ 5,7 bi; sem alternativa para reduzir valor; promessa será mesmo cumprida?

O presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta terça-feira, 17, que poderá vetar integralmente o fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões aprovado pelo Congresso.

Em entrevista a uma rádio de Mato Grosso, Bolsonaro afirmou que sua intenção seria vetar parcialmente o valor, o que deixaria o fundo em cerca de R$ 3 bilhões. Mas, que se não for possível o veto parcial, a decisão é pelo veto completo.

A previsão foi feita na aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e não há previsão para o veto parcial na legislação.

Se o fundo for vetado integralmente, no entanto, parte do valor poderá ser recuperado no envio do Orçamento de 2022 ao Congresso pelo Executivo, o que dever ser feito até o final deste mês.