Bolsonaro cria fato novo e cobra PF, da área de Sergio Moro, nomes de quem guiou Adélio a dar facada em Juiz de Fora; “Ex-militante do PSOL!”; Assista

Bolsonaro está voltando a ser Bolsonaro. Neste domingo 10, o presidente fez transmissão de vídeo em sua conta no Twitter cobrando da Polícia Federal a apuração completa sobre a facada da qual foi vítima em Juiz de Fora, no ano passado, durante a campanha eleitoral, desfechada por Adélio Bispo de Oliveira.

“Olá, amigos, estou completando a segunda semana de entrada no Hospital Albert Einstein”, iniciou Bolsonaro, ressalvando saber que “nem todos” podem ter aquelas condições de tratamento. Em seguida, prometeu trabalhar para melhorar o atendimento no Sistema Único de Saúde.

O ponto alto da transmissão viria no momento em que o presidente abordou o caso da facada desferida contra ele, na fase de candidato, em Juíz de Fora.

“Também espero que a nossa querida Polícia Federal, que nos orgulha a todos, tenha uma solução para o nosso caso nas próximas semanas”, cobrou o presidente.

“Esse crime, praticado por um ex-militante do PSOL, não pode ficar impune. Queremos que a PF indique quem foi ou quais foram os responsáveis, obviamente com provas concretas, por determinar que o Adélio praticasse aquele crime em setembro próximo passado”, completou Bolsonaro.

Ordem dada para a estrutura sob a alçada do ministro da Justiça, Sergio Moro.

É cumprir ou cumprir!