O presidente eleito Jair Bolsonaro e o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante visita ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Bolsonaro com duas palavras: após defender evangélico no Supremo, nega acordo para nomear Moro à Corte

BR: A promessa revelada pelo presidente Jair Bolsonaro de nomear o ministro Sergio Moro, da Justiça, para “a primeira vaga” que se abrir no STF está desfeita. Ao ser questionado, neste sábado 1, se a intenção de levar um evangélico para a Corte poderia prejudicar o plano de nomear o ministro, Bolsonaro negou que tenha compromisso com Moro neste sentido:

“Sempre falei, durante a pré-campanha minha e campanha, que queria alguém no Supremo do perfil de Moro. Nada além disso”, respondeu Bolsonaro após almoço na casa de um colega militar. 0000 4d73