Bolsonaro coloca ex-assessor major da PM na Secretaria Geral da Presidência; sai Floriano entra Olveira

O subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Jorge Francisco de Oliveira, será o novo ministro da Secretaria-Geral da Presidência. Ele vai ocupar o cargo do general Floriano Peixoto, transferido ontem  para o comando dos Correios. 

Advogado e policial militar da reserva, Oliveira é tido como um dos nomes de mais confiança do presidente no Palácio do Planalto. 

Antes de assumir a função no governo, Oliveira era assessor do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) na Câmara. A relação com a família Bolsonaro é longa. O pai do atual subchefe assessorou o presidente por mais de 20 anos na Casa. 

Numa das mudanças recentes na estrutura do governo, a Secretaria-Geral passou a ter sob seu comando a imprensa nacional (responsável pela publicação do Diário Oficial, por exemplo) e a SAJ (subchefia de Assuntos Jurídicos).

A mudança representa um rebaixamento para Floriano. Ao presidir os Correios, estará vinculado ao ministro Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A saída de Floriano representa a quarta baixa de generais no governo. Além dele, Bolsonaro demitiu na semana passada Carlos Alberto dos Santos Cruz da Secretaria de Governo.  ffffff