“Brasil é a virgem que todo tarado de fora quer”; é Bolsonaro, baixando o nível, contra atenção da Europa por floresta amazônica

BR: O presidente Jair Bolsonaro usou uma imagem pesada, triste e baixa para se referir à preocupação de líderes europeus, compartilhada por milhões de brasileiros, com a aceleração da devastação, em seu governo, da Floresta Amazônica.

Irritado, na noite deste sábado 6, em Brasília, o presidente encerrou uma conversa com jornalistas fazendo uma comparação sexista, machista e descabida:

“O Brasil é a virgem que todo o tarado de fora quer”, disse ele, em menção indireta ao posicionamento de líderes como Angela Merkel, da Alemanha, e Emanuel Macron, da França, a favor da preservação da floresta amazônica. Também o Papa Francisco se manifestou, neste mesmo sábado 6, pela manutenção da floresta, taxando de “mentalidade cega e destruidora” o incentivo a destruí-la.

A todos, e ao Brasil, Bolsonaro deve desculpas. O que virá, no entanto, deve ser apenas mais ataques e vitupérios. Esse é o padrão do presidente.