Bolsonaro atiça redes sociais contra Senado revogar decreto de armas; “Cobrem os senadores do seu Estado”

BR: O presidente Jair Bolsonaro respondeu como sabe à atual situação de quase rompimento de relações com o Congresso: correu hoje às redes sociais chamar seus pit-bulls em massa.

Em um simples tuíte, Bolsonaro pediu um tsunami virtual contra os deputados e senadores que intencionam votar, em plenário, pela revogação do decreto das armas:

“A CCJ do Senado decidiu revogar nossos decretos sobre CACs e posse de armas de fogo. Na terça (18), o PL será votado no plenário. Caso aprovado, perdem os CACs e os bons cidadãos, que dificilmente terão direito a comprar legalmente suas armas. Cobrem os senadores do seu Estado”, escreveu Bolsonaro.

Na mão contrária, os parlamentares devem endurecer ainda mais com o Planalto. Ao incentivar o conflito, naturalmente, Bolsonaro se distancia de qualquer acomodação.

As relações entre o Executivo e o Congresso, que atingem o ponto mais baixo desde o impeachment de Dilma Rousseff, desceram mais um pouco.